Nick Law, CCO e presidente do grupo Publicis, abriu Cannes Lions neste ano fazendo uma chamada à comunidade criativa: precisamos retomar o leme da nossa indústria – e na opinião dele, ninguém está tão bem posicionado pra isso quanto os criativos.

Ele fez um paralelo entre os criativos e às pessoas de produto nas empresas – tanto na capacidade de criar o presente e o futuro dos negócios criativos quanto na responsabilidade pelo seu resultado. E foi neste momento em que ele me convenceu (mesmo eu sendo uma profissional de negócios).

Pra ele, o início da erosão da nossa indústria se deu quando (fora do Brasil) decidiu-se separar criatividade e mídia. Na opinião dele (e eu concordo), neste momento o que os executivos fizeram foi separar a criatividade do contexto no qual ela está inserida – o que, num mundo invadido pela tecnologia, fez com que outros players se apoderassem da “gramática da criatividade”.

A indústria da comunicação está renascendo sob novas fundações.

Crédito: B9

Nick usou a palavra “grammar” na conversa várias vezes – pra sintetizar a mensagem de que precisamos dominar e criar as melhores práticas para os novos meios. E terminou sua palestra dizendo que, a exemplo da música, a indústria da comunicação está renascendo sob novas fundações. E que neste novo momento, a chave para a criação de valor está nas conexões e nos ecossistemas.

Usando a Disney como benchmark (veja a imagem abaixo), Nick mostrou que o desafio para novos líderes de comunicação é encontrar um caminho pra rentabilizar seus ativos e criar valor nas conexões cruzadas entre partes do seu negócio.

Crédito: Disney

Foi um ótimo início pro festival, na minha opinião – aquela chacoalhada boa que faz a platéia abrir a cabeça pras próximas conversas.

[Texto publicado originalmente no B9.]

Juliana Vilhena Nascimento é Chief Business Officer na F.Biz e colaboradora do B9.

Cannes Lions 2019 traz uma gama de oportunidades, trocas e aprendizados que somente quem está in loco consegue absorver. E por isso, a Plataforma Gente vai apresentar um canal especial no B9 com a cobertura factual e um espaço onde profissionais do mercado criativo poderão compartilhar suas experiências, análises e insights durante os cinco dias de evento.

leia-mais-azul
musica

 

NA BATIDA DO CORAÇÃO E DA MÁQUINA

O humano e o tecnológico se equacionam nas dimensões da música e trazem novas formas de nos emocionar.

Crédito: iStock-1003676130

 

O CONSUMIDOR TEM RAZÃO

Gente Investiga, programa #1: as referências que passam a ter papel fundamental na jornada de compra e a nova dinâmica racional do consumidor brasileiro.