Em substituição aos corpos curvilíneos e esculturais, IMPERFEIÇÃO. No lugar do enredo sem diálogo, do sexo sem propósito e do prazer invariavelmente encenado, REALISMO. Saem de cena o homem controlador e a mulher obrigatoriamente servil, surge o PROTAGONISMO FEMININO em filmes pornôs.

A pornografia feminista não é mera tendência, mas propõe uma alternativa aos tipos de filmes pornôs convencionais, conhecidos como "pornô mainstream" ou tradicionais, que por muitos anos buscaram entreter um público majoritariamente masculino.

No estudo “O Prazer é Seu”, do canal Sexy Hot, foram identificados perfis de consumidores de pornografia. Entre eles, está o perfil “Status Porn” – para quem se enquadra neste perfil (25% dos entrevistados), o pornô é "cool". São pessoas que "gostam de ser referência no tema, tanto por vaidade como também para explorar ao máximo seu conhecimento a seu favor, entre quatro paredes".

São tantas as possibilidades do pornô feminista, a começar pela mais óbvia: a mulher é protagonista – mas não para por aí – toda a equipe por trás das câmeras, formada por diretoras e produtoras, também é composta por mulheres. É essa equipe que dá atenção à estética e aos detalhes de produção dos filmes e busca realidade em cena. E como você já imagina, a mulher em cena não é obrigatoriamente submissa, a não ser que seja a vontade dela. Também não há preconceito com corpos, mas há variedade de tipos no elenco, que busca fugir de estereótipos de filmes pornôs convencionais, branca, loira e siliconada, no caso delas; musculosos, no caso deles.

“A MULHER QUER VER COISAS QUE ELA, DE REPENTE, SE IMAGINA FAZENDO. ”

– EMME WHITE, ATRIZ, 37 ANOS

No pornô feminista, um dos grandes diferenciais são as histórias: nada de sexo sem contexto, o que também não significa versões românticas ou inocentes do pornô convencional. Busca-se apresentar mais realidade e cenas fluidas, sem rapidez. Os enredos não se limitam a sexo entre mulheres; há sexo variado: hétero, gay, lésbico, trans etc. Para os atores há mais trabalho de memorização de diálogos e empenho para garantir qualidade de atuação.

No estudo “O Prazer é Seu”, o público com perfil “Pornograficamente Correto” entende a pornografia como um complemento importante na vida sexual. São pessoas que gostam de assistir acompanhadas para se excitar e apimentar a relação: o objetivo é encontrar inspiração para sair da rotina – e não experimentar apenas sexo pelo sexo. O que seduz aqui são cenas e ângulos de qualidade, por isso valorizam filmes que são menos “ginecológicos”, que têm um olhar mais “feminino”, mas não são menos explícitos.

Emme White

Em entrevista cedida ao G1 em maio de 2018, a atriz pornográfica e camgirl brasileira, Emme White diz considerar-se feminista: “Quero ter essa liberdade de poder ser atriz pornô sem ser julgada nem condenada. Eu me sinto livre em frente às câmeras para fazer sexo. Gosto de sexo e não tenho vergonha de me mostrar fazendo sexo". E continua:

“EU JÁ OUVI MUITAS MULHERES FALAREM: 'AH, EU NÃO VOU ASSISTIR PORNÔ, PORQUE ELES COLOCAM UMA MULHER GOSTOSONA, SILICONADA. E A GENTE – QUE NÃO TEM SILICONE, QUE TEM DEFEITO – VAI FICAR COMO? DIMINUÍDA.”

Gostos e interesses à parte, seria impossível desconsiderar a influência dos filmes pornôs no processo de aprendizagem sobre o sexo aos olhos de crianças e adolescentes. O movimento feminista na indústria pornô é um tipo de questionamento sobre como a sexualidade está sendo transmitida às pessoas mais novas, as verdadeiras provocações são: O que o pornô convencional está dizendo a essas mulheres e homens jovens? Como é a forma como vão se relacionar com outras pessoas? O que o pornô mainstream está dizendo sobre a possibilidade de outras sexualidades e opções?

Fonte: G1

leiamais-rosa
destaque-o-prazer-e-seu

O PRAZER É SEU

A indústria pornográfica não apenas se adapta, mas se incorpora cada vez mais à vida das pessoas e cria novas formas de consumo

destaque-mulheres

O MUNDO SECRETO DAS MULHERES
A maneira como as mulheres têm lidado com seu mundo interior traz à tona questões sobre construção de identidade nas esferas pública e privada

tags

leiamais-rosa
destaque-o-prazer-e-seu

O PRAZER É SEU

A indústria pornográfica não apenas se adapta, mas se incorpora cada vez mais à vida das pessoas e cria novas formas de consumo

destaque-mulheres

O MUNDO SECRETO DAS MULHERES
A maneira como as mulheres têm lidado com seu mundo interior traz à tona questões sobre construção de identidade nas esferas pública e privada

tags