Os podcasts surgiram no meio da década passada, mas não decolaram no Brasil. Foi preciso que um ressurgimento do formato acontecesse no mercado norte-americano para que o público brasileiro começasse a se acostumar com esta nova audiorrealidade, criando uma onda consistente de novos autores e ouvintes e transformando este momento em tendência. É o que mostram duas pesquisas recentes, uma do Ibope (divulgada em maio de 2019) e outra da Associação Brasileira de Podcasters (Abpod), de 2018.

“O mercado brasileiro está desenvolvendo um grande apetite por podcasts, por conta da valorização do formato como mídia. O podcast oferece fidelidade e retenção incomparáveis”, explica Carlos Merigo, da B9 Company, a principal produtora de podcasts do Brasil. “Muitos dos nossos shows atingem de 75% a 80% de retenção em episódios de quase duas horas. Números como esse atraem anunciantes,que também veem no podcast uma forma de criar relacionamentos de longo prazo e se inserir em conversas mais profundas e com propósito. Não precisa, e nem deve, ser o discurso vazio e rápido da publicidade tradicional.”

“Acredito que seja difícil estimar o tamanho desse mercado no Brasil ainda”, completa Gus Lanzetta, da produtora Half Deaf. “A pesquisa do Ibope parece ser o mais próximo que temos, mas o uso do termo podcast é meio amplo e acabou inflando um pouco a base instalada de ouvintes.”

Podcast é um programa em áudio transmitido diretamente para o ouvinte assim que seus produtores o publicam na internet. Não é simplesmente um programa de rádio feito para a internet – sua forma de transmissão é determinante, pois fideliza o ouvinte sempre lembrando-o de um novo episódio.

“Os podcasts preenchem um espaço específico na vida das pessoas, que é o de fazer companhia enquanto executam outras tarefas do dia a dia, como dirigir, trabalhar, limpar a casa, pegar um ônibus ou metrô”, teoriza Merigo. “Ele não exige que a pessoa que olhando para uma tela, como no caso de uma série de TV ou filme, e ainda funciona como uma espécie de educação continuada, oferecendo aprendizado on the go.”

Por Alexandre Matias

podcast?

O consumo de podcasts ainda é incipiente no Brasil e o brasileiro ainda não aderiu ao podcast de forma massiva. Mas isso tem mudado ao poucos, a começar pela própria ideia do que é um podcast. Atualmente, 40% dos usuários de internet por aqui disseram conhecer o formato e já ter ouvido um podcast ao menos uma vez.

Fonte: Kantar ibope media



quem são os ouvintes?

Fonte: abpod - associação brasileira de podcasters

84%

são homens

87%

têm entre 18 e 39 anos

62%

com superior incompleto ou completo

51%

ouve podcast há mais de 4 anos

como ouvem?

Fonte: abpod - associação brasileira de podcasters

37%

ouviram podcast pela primeira vez por recomendação de amigo

72%

acompanham de 1 a 10 podcasts

51%

ouvem podcasts todos os dias

62%

consomem apenas podcasts brasileiros

92%

consomem podcasts pelo celular

formato

Os ouvintes acham que o ideal é o podcast tenha...

Fonte: abpod - associação brasileira de podcasters

um bom podcast

Fonte: abpod - associação brasileira de podcasters

o que importa? (%)

Conteúdo 94,2
Entretenimento 76,8
Qualidade do áudio 75,4
Frequência 47,6
Gratuidade 46
Facilidade de acesso 33,5
Locução 23,9
Interação com público 20,7
Pouca propaganda 16,1
Músicas 12

o que busca? (%)

Entretenimento 87,7
Aprendizado 80,7
Informação 79,9
Companhia 54,2

assuntos (%)

Humor / Comédia 65
Cinema, série e TV 64
Cultura POP 62,7
História 52,6
Ciências 52,3
Tecnologia 51,2
Games 45,4
Política 41,9
Notícias 35,8
Histórias em quadrinhos 31,3

formatos de maior interesse (%)

Debates 75,4
Apresentação 66,8
Entrevista 55,5
Audiolivros 33,9
Documentário 28,4
Reportagem / Noticiário 24,9

quem faz

Fonte: kantar ibope media

profissionalismo na hora de gravar (%)

73,5% gravam podcasts em casa, sem nenhum acabamento
26,7% gravam podcasts em casa, com acabamento
1,5% gravam podcasts em estúdio

podcasters (%)

Ouça neste programa o bate papo com Carlos Merigo contando os novos caminhos do podcast.

compartilhe

continue com gente

Narrativas (des)construídas

Descubra as tendências de produção e consumo de narrativas, mostrando a diversidade dessa cena que amplia o alcance de vozes.

13 jul 2019

por Globo

Expoentes Culturais